Distribuição de Recursos para Re-estruturação Acadêmica

Distribuição de Recursos para Re-estruturação Acadêmica

Gesto de Pessoas na Administrao Pblica Pr-Reitoria de Planejamento e Gesto Viosa 21 de maio de 2010 PROVISO DA FORA DE TRABALHO Processo Funes Atividades Perfil da Fora de Trabalho Dimensionamento da Fora de Trabalho Quantitativo da Fora de Trabalho Autorizao de Concursos Pblicos Critrios de Seleo e Recrutamento Concurso Pblico Proviso da Fora de Trabalho Contratao de Instituio Executora do Concurso Publicao de Edital de Abertura Publicao do Resultado do Concurso Nomeao, Posse e Exerccio Ambientao dos Servidores Ingresso do Servidor Lotao e Exerccio Registros Funcionais de RH 2 SERVIDORES PBLICOS So as pessoas fsicas que prestam servios ao Estado e s entidades da Administrao Indireta, com vnculo empregatcio e mediante remunerao paga pelos cofres pblicos. 3 SERVIDORES PBLICOS SERVIDORES ESTATUTRIOS Regime estatutrio

Ocupantes de Cargos Pblicos EMPREGADOS PBLICOS Regime Contratual (celetista CLT) Ocupantes de Empregos Pblicos SERVIDORES TEMPORRIOS exercem Funo Pblica 4 REGIMES JURDICOS ESTATUTRIO CARGO PBLICO AUTONOMIA DO MUNICPIO para legislar (Compatvel CE e CF) * CELETISTA - CLT EMPREGO PBLICO AUTONOMIA PRIVATIVA DA UNIO 5 RICARDO Regime jurdico O regime jurdico trata das formas de preenchimento do cargo, vacncia, vantagens, frias, licenas, regime disciplinar, aposentadoria, afastamentos, etc. 6 FUNO PBLICA Gratificadas Funes temporrias 7 RICARDO

CARGO / EMPREGO Conjunto de atividades, atribuies e responsabilidades comedidas a um servidor pblico estatutrio (CARGO) ou servidor pblico celetista (EMPREGO), mediante retribuio pecuniria, paga pelo cofres pblicos. Cargo e Emprego so aqueles: criado por lei; (na cmara, antes, por resoluo); em nmero certo; com denominao prpria; com atribuies e responsabilidades pagos pelo cofres pblicos 8 RICARDO CARGO Art. 37 CF Art. 37, II - a investidura em cargo ou emprego pblico depende de aprovao prvia em concurso pblico de provas ou de provas e ttulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego, na forma prevista em lei, ressalvadas as nomeaes para cargo em comisso declarado em lei de livre nomeao e exonerao. 9 RICARDO CARGO EFETIVO APROVADO EM CONCURSO PBLICO PROVAS OU PROVAS E TTULOS Art. 37 CF COMISSIONADO (cc) FG LIVRE NOMEAO E EXONERAO

DIREO, CHEFIA E ASSESSORAMENTO Natureza e complexidade 10 RICARDO RECRUTAMENTO E SELEO CONCURSO PBLICO PROCESSO SIMPLIFICADO LIVRE NOMEAO CARGO EFETIVO EMPREGOS RICARDO CONTRATOS TEMPORRIOS CARGO EM COMISSO EMPREGOS EM COMISSO 11 CONCURSO PBLICO POSSE ACEITAO EXPRESSA DO CARGO EXERCCIO EFETIVO DESEMPENHO DO CARGO ESTGIO PROBATRIO AVALIAO ESPECIAL DE DESEMPENHO 36 MESES ESTABILIDADE APOSENTADORIA RICARDO AT 4 ANOS (2 + 2) 3 ANOS EFETIVO EXERCCIO

12 Sistemtica de autorizao de Concursos e Provimentos 1. 2. 3. 4. Portaria MPOG autoriza realizao de concurso; Portaria MEC distribui autorizao de concursos entre as IFEs; IFEs elaboram editais e publicam; IFEs cadastram editais no SIMEC Mdulo de Monitoramento de Concursos e Provimentos; 5. IFEs cadastram homologaes no SIMEC; 6. SIMEC calcula diferena entre homologaes e autorizaes de provimento j publicada; 6.1 - Se Homologao for maior que Autorizaes de provimentos j publicada inclui diferena para prxima portaria; 6.2 - Se Homologao for menor que Autorizaes de Provimentos j publicada no h necessidade de novas autorizaes de provimento. 7. MPOG publica Portaria de Autorizao de Provimento; 8. MEC publica Portaria distribuindo autorizao entre as IFEs; 9. IFEs elaboram Portaria de Nomeao e publicam; 10. IFEs cadastram Portarias de Nomeao no SIMEC. 13 Constituio x Lei 8112/90 Lei 8112/90 art.12, 2 No se abrir novo concurso enquanto houver candidato aprovado em concurso anterior com prazo de validade no expirado Constituio Federal, art. 37, IV Durante o prazo improrrogvel previsto no edital de convocao, aquele aprovado em concurso pblico de provas ou de provas e ttulos ser convocado com prioridade sobre novos concursados para assumir cargo ou emprego, na carreira. 14 Estabilidade = 03 anos (art. 21) O servidor empossado em cargo de provimento efetivo S perde o cargo em face de sentena

transitada em julgado ou processo administrativo disciplinar (assegurada ampla defesa e o contraditrio) 15 FORMAS DE PROVIMENTO NOMEAO READAPTAO REINTEGRAO REVERSO RECONDUO APROVEITAMENTO 16 RICARDO NOMEAO PROVIMENTO ORIGINRIO via CONCURSO PBLICO CARGO OCUPA / INVESTE / PROVM 17 RICARDO READAPTAO CARGO A DEIXA VAGO CARGO B COMPATVEL OCUPA / INVESTE / PROVM A INVESTIDURA DO SERVIDOR EM CARGO DE ATRIBUIES E RESPONSABILIDADES COMPATVEIS COM A LIMITAO QUE TENHO SOFRIDO EM SUA CAPACIDADE FSICA OU MENTAL VERIFICADO EM INSPEO MDICA. 18 RICARDO REVERSO

CARGO POR INVALIDEZ QUE OCUPAVA ANTES DA APOSENTADORIA OCUPA / INVESTE / PROVM O RETORNO ATIVIDADE DE SERVIDOR APOSENTADO POR INVALIDEZ, QUANDO, POR JUNTA MDICA OFICIAL, FOREM DECLARADOS INSUBSISTENTES OS MOTIVOS DA APOSENTADORIA. 19 RICARDO REINTEGRAO CARGO POR DEMISSO QUE OCUPAVA ANTES DA DEMISSO OCUPA / INVESTE / PROVM A REINVESTIDURA DO SERVIDOR ESTVEL NO CARGO ANTERIORMENTE OCUPADO DEPENDE: DECISO AUTORIDADE COMPETENTE RICARDO 20 RECONDUO CARGO B QUE ATUALMENTE OCUPAVA CARGO A QUE ANTERIORMENTE

OCUPAVA OCUPA / INVESTE / PROVM O RETORNO DO SERVIDOR ESTVEL AO CARGO ANTERIORMENTE OCUPADO RICARDO DEPENDE: INABILITAO EM ESTGIO PROBATRIO REINTEGRAO DO ANTERIOR OCUPANTE 21 APROVEITAMENTO SERVIDOR EM DISPONIBILIDADE CARGO QUE OCUPAVA ANTERIORMENTE O RETORNO ATIVIDADE DE SERVIDOR EM DISPONIBILIDADE 22 RICARDO FORMAS DE VACNCIA EXONERAO DEMISSO READAPTAO APOSENTADORIA POSSE EM OUTRO CARGO FALECIMENTO 23 RICARDO EXONERAO CARGO DEIXA VAGO A EXONERAO PODE SER A PEDIDO OU DE OFCIO INSUFICINCIA ESTGIO PROBATRIO TOMANDO POSSE, NO TER ENTRADO EM EXERCCIO RICARDO 24

DEMISSO CARGO DEIXA VAGO CARTER PUNITIVO FALTA DE AVALIAO DE DESEMPENHO Art. 41 CF (NO REGULAMENTADO) PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR 25 RICARDO READAPTAO CARGO A DEIXA VAGO CARGO B COMPATVEL OCUPA / INVESTE / PROVM 26 RICARDO APOSENTADORIA CARGO ATIVA APOSENTA-SE DEIXA VAGO 27 RICARDO POSSE EM OUTRO CARGO INACUMULVEL CARGO CARGO ANTERIOR NOVO

DEIXA VAGO OCUPA 28 RICARDO FALECIMENTO LTIMO BITO CARGO DEIXA VAGO 29 RICARDO CONTRATAO TEMPORRIA POR EXCEPCIONAL INTERESSE PBLICO Artigo 37, IX - CF a lei estabelecer os casos de contratao por tempo determinado para atender a necessidade temporria de excepcional interesse pblico. Ver Lei Federal 8745/93 30 RICARDO Ingressos no Servio Pblico Federal Nvel de Escolaridade Ano Superior (NS) Intermedirio (NI) Auxiliar (NA) Total

1995 7.709 10.097 1.869 19.675 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 6.309 6.574 5.861 1.937 1.348 621 26 3.763 8.799 7.597 14.049 8.038 11.825 3.939 3.251 2.387 1.879 988 176 39 4 3.457 7.319 4.856

8.063 3.901 7.535 2.224 367 94 75 2 3 - 9.927 9.055 7.815 2.927 1.524 660 30 7.220 16.121 12.453 22.112 11.939 19.360 6.163 Total 88.395 56.176 1 At fe ve re iro /2009 2.410 146.981 31 Ingressos no Servio Pblico Federal 16.000 14.000 12.000 10.000 8.000 6.000 4.000 2.000

0 19 9 5 19 9 6 19 9 7 19 9 8 19 9 9 Superior (NS) 2000 2001 2002 2003 Intermedirio (NI) 2004 2005 2006 2007 2008 2009 Auxiliar (NA) 32 1. Idade Idade Mais de 70 anos 0,20% De 66 a 70 anos 1,23%

De 61 a 65 anos 0,6% 3,45% De 56 a 60 anos De 51 a 55 anos 0,1% 1,8% 7,97% 4,3% 10,71% De 46 a 50 anos 8,8% 10,20% De 41 a 45 anos 9,5% 7,67% De 36 a 40 anos 6,4% 4,85% De 31 a 35 anos 3,9% 4,20% De 26 a 30 anos 3,5% 3,95% De 21 a 25 anos

3,7% 1,45% At 20 anos 0,15% -15,00% -10,00% 1,2% 0,1% -5,00% Masculino 0,00% 5,00% Feminino 10,00% 15,00% Quantitativo de Servidores Pblicos Federais Civis Ativos do Poder Executivo 33 DIAGNSTICO DA FORA DE TRABALHO UFV De 66 a 70 anos 0,63% De 61 a 65 anos 1,90% De 56 a 60 anos De 51 a 55 anos De 46 a 50 anos De 41 a 45 anos De 36 a 40 anos De 31 a 35 anos De 26 a 30 anos De 22 a 25 anos 1,38% 6,35% 7,97%

19,16% 21,14% 28,75% 19,11% 19,40% 14,68% 11,83% 10,76% 5,56% 9,49% 3,86% 12,41% 2,92% -1,90% 0,79% Fem inino Masculino FAIXA ETRIA DOS SERVIDORES 34 Evoluo da Fora de Trabalho UFV 4.000 3.500 Servidores 3.000 2.500 2.000 1.500 1.000 500

1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 Ano Docente TA Superior TA Intermedirio TA Auxiliar Total 35 Projeo de aposentadoria por classe at 2013 50% 45% 40% 35% 30%

25% 20% 15% 10% 5% 0% Classe A Classe B PERODO NMERO DE SERVIDORES Classe C Classe D Classe E Professor 3o Grau Professor 2o. Grau Geral IMEDIATO 2009 2010 2011 2012 2013 TOTAL 527 107 127 143 160

173 1130 36 Passivos de Aposentadoria 31/12/2009 CARGOS OUTROS APOSENTADORIA % 110 26% AUXILIAR DE LABORATRIO 6 1% PINTOR/REA 6 1% RECEPCIONISTA 6 1% ELETRICISTA 7 2% MARCENEIRO 7 2% MDICO/REA

7 2% VIGILANTE 7 2% COZINHEIRO 8 2% TCNICO EM AGROPECURIA 8 2% CARPINTEIRO 9 2% TCNICO DE LABORATRIO/REA 10 2% ASSISTENTE DE LABORATRIO 11 3% AUXILIAR OPERACIONAL 11 3% MOTORISTA 11

3% CONTNUO 12 3% PORTEIRO 14 3% PEDREIRO 15 4% SERVENTE DE LIMPEZA 22 5% ASSISTENTE EM ADMINISTRAO 25 6% SERVENTE DE OBRAS 28 7% AUXILIAR EM ADMINISTRAO 33 8% AUXILIAR DE AGROPECURIA 55 13%

TOTAL 428 100% 37 EXPANSO DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS: CICLOS RECENTES Primeiro Ciclo - Expanso para o Interior 2003/2006 Programa de Expanso da Educao Superior Pblica (IFES), SESu/MEC Criao de 10 novas Universidades Federais em todas as regies; Consolidao de 2 Universidades Federais; Criao e Consolidao de 49 campi Universitrios; Interiorizao (capilaridade ): atendimento forte demanda do interior; impacto positivo nas estruturas - fsica, poltica, social, cultural, econmica, ambiental; novas demandas; criao e ampliao oferta novas oportunidades locais/regionais; combate s desigualdades regionais e espaciais. 38 Segundo Ciclo - Expanso com Reestruturao 2007/2012 REUNi (Decreto 6.096 de 24.04.2007 - Programa de Apoio a Planos de Reestruturao e Expanso das Universidades Federais, 2007-2012 (Decreto 6.096/24.04.2007; Diretrizes Grupo Assessor (Portaria MEC/SESu 552 de 25.06.2007) Adeso da totalidade das 54 IFES; 12 projetos com elementos componentes de inovao; Consolidao e implantao de 88 campi universitrios; Expanso cursos (53%), vagas(70%) e matrculas (66%), at 2012. Terceiro Ciclo Expanso com nfase nas interfaces internacionais 2008 --- (tramitando no Congresso Nacional) Universidade Federal da Integrao Latino-Americana-UNILA, Foz do Iguau-PR; Universidade Federal do Oeste do Par-UFOPA, Santarm-PA; Universidade Luso Afro-Brasileira- Universidade-UNILAB, Redeno-CE; Universidade Federal da Fronteira Sul UFFS, Chapec-SC. 39 3- REUNI: OBJETIVOS, METAS, DIRETRIZES GERAIS

Objetivos Criar condies (aporte de recursos) para: Ampliao do acesso e permanncia na educao superior NVEL DE GRADUAO; Aumentar a qualidade Inovao, adequao novas exigncias; Articulao graduao=ps-graduao-educao bsica, profissional e tecnolgica. Melhorar aproveitamento: Infra-estrutura fsica; Recursos humanos das UFs. 40 TCNICOS DE NVEL MDIO E APOIO PACTUADOS PARA O REUNI NVEL B, C e D 2008 2009 Tcnico em Agropecuria 2010 2011 2012 Total 1 1 1 3

1 1 1 1 3 1 3 3 9 1 2 2 4 Tcnico em Contabilidade Tcnico em Tecnol. Informao 1 Tcnico de Laboratrio/rea 1 Auxiliar de Enfermagem 1 Assistente de Laboratrio 1 2 1 1 Assistente em Administrao 1

2 1 3 2008 2009 2010 2011 2012 Total TOTAL 2 10 12 15 2 2 5 6 2 2 10 15 18 9 9

15 28 62 71 0 1 1 2 2 6 8 5 4 9 6 5 12 36 41 10 5 13 12 24 130

184 194 2 2 4 4 1 1 1 Tcnico em Anatomia e Necropsia Tcnico em Eletromecnica 1 Tcnico em Enfermagem 3 5 4 4 16 16 4 5 16 25 25 1

2 2 2 4 4 1 3 3 Tradutor Intrp Linguagem Sinais 1 1 1 Tcnico em Eletrnica 1 1 1 Auxiliar Agropecurio Tcnico em Mecnica 1 Tcnico em Radiologia 1 Tcnico em Seg do Trabalho 1 1 1 Tcnico em Eletricidade

1 2 3 3 Auxiliar de Biblioteca 1 13 14 14 Operador de Caldeira 0 0 0 0 2 2 2 Operador de Central Hidreltrica 0 0 0 0 3 3 3

11 39 43 66 240 399 432 TOTAL GERAL 1 5 6 9 12 33 41 TCNICOS DE NVEL SUPERIOR PACTUADOS PARA O REUNI NVEL E Cargo Campus - FLORESTAL 2008 Assistente Social 2009 2010 2011 2012 1

Administrador 1 Engenheiro/rea 1 Campus - VIOSA Total 2008 1 1 1 1 2009 2010 2011 2012 Total TOTAL 2 1 1 5 6 4 5 6 4

6 8 2 3 4 2 3 4 4 6 8 1 2 2 Pedagogo/rea 1 1 Psiclogo/rea 1 1 1 Analista da TI 1 1 2

1 1 2 1 5 6 8 1 1 1 2 3 Bibliot-Documentalista 1 Contador 1 1 1 Qumico 0 1 1 1 Secretrio Executivo 0 6

6 6 Farmacutico Bioqumico 0 1 1 1 Fonoaudilogo 0 1 1 2 2 Bilogo 0 1 1 1 Enfermeiro/rea 0 5 11 11 Enfermeiro do Trabalho 0

3 3 3 Eng. de Seg Trabalho 0 2 2 Farmacutico Habilitao 0 1 1 1 3 3 Fisioterapeuta 0 1 1 3 5 5 Auditor 0 1 1

Tc. em As. Educacionais 0 2 5 7 7 Mdico/rea 0 3 Nutricionista/habilitao 0 TOTAL GERAL 0 1 3 4 3 11 1 1 1 2 2 1 1

8 2 7 2 2 4 13 13 1 2 2 5 5 11 16 55 97 108 42 PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES TCNICOADMINISTRATIVOS EM EDUCAO LEI N 11.091/2005 ENQUADRAMENTO DOS SERVIDORES I - posicionamento inicial no Nvel de Capacitao I do nvel de classificao a que pertence o cargo; e II - tempo de efetivo exerccio no servio pblico federal, na forma do Anexo V desta Lei. * VBC 43 ANEXO V - TABELA DE CONVERSO TEMPO DE SERVIO PBLICO FEDERAL

Tempo de Servio Pblico Federal/anos Padro de vencimento de cada Nvel de Classificao e Nvel de Capacitao Tempo de Servio Pblico Federal/anos Padro de vencimento de cada Nvel de Classificao e Nvel de Capacitao At 1 ano e 11 meses 1 16 9 2 2 17 9 3 2 18 10 4 3 19 10 5 3

20 11 6 4 21 11 7 4 22 12 8 5 23 12 9 5 24 13 10 6 25 13 11 6 26

14 12 7 27 14 13 7 28 15 14 8 29 15 15 8 30 ou mais 16 44 ENQUADRAMENTO DOS SERVIDORES DESENVOLVIMENTO DOS SERVIDORES Nvel de Classificao A Progresso por Capacitao Profissional Nvel de Capacitao

Carga Horria necessria I Exigncia mnima do cargo II 20h III 40h IV 60h I Exigncia mnima do cargo I Exigncia mnima do cargo Nvel de Carga HorriaII necessria Nvel de 40h B Capacitao Classificao 60h Nvel de Carga HorriaIII necessria Nvel Exigncia do de curso: 90h I Exigncia mnimaIVdo cargo Capacitao Classificao Nvel de Carga HorriaI necessria Nvel de Exigncia mnima do cargo - compatvelClassificao

com o cargo ocupado, o ambiente II 20h I Exigncia mnima do cargo Capacitao 60h Nvel demnima Carga HorriaII necessria Ae dea carga horria Nvel organizacional C III 40hCarga mnima 90h III de Capacitao Exigncia cargo Classificao Nvel HorriaIII do necessria Nvel deo interstcio de exigida, respeitado 18 (dezoito) B IV 120h Capacitao Classificao IV 60h meses. III III 60h Exigncia mnimaI do cargo Exigncia mnima do cargo C I

Exigncia mnima do cargo IV 90h III II 90h II - vedada a D soma de cargas horrias de D III 120h II 120h IV 120h III cursos de capacitao. IV 150h III 150h E IV 150h IV Aperfeioamento IIou curso 120h de capacitao superior a 180 E III 150h horas IV Aperfeioamento ou curso de capacitao superior a 180 horas 45 DESENVOLVIMENTO DOS SERVIDORES Progresso por Mrito Profissional - a cada 2 (dois) anos de efetivo exerccio, desde que o servidor apresente resultado

fixado em programa de avaliao de desempenho, observado o respectivo nvel de capacitao. 46 DESENVOLVIMENTO DOS SERVIDORES Incentivo Qualificao - o Incentivo Qualificao ser devido aps 4 (quatro) anos de efetivo exerccio no cargo, observado o seguinte parmetro: - a aquisio de ttulo em rea de conhecimento com relao direta ao ambiente organizacional de atuao do servidor ensejar maior percentual na fixao do Incentivo Qualificao do que em rea de conhecimento com relao indireta. 47 ANEXO I PERCENTUAIS PARA A CONCESSO DO INCENTIVO QUALIFICAO (DECRETO N 5824/2006) Nvel de Classificao rea de conhecimento com relao direta rea de conhecimento rea 10% de com relao conhecimento 15% de rea comdireta relao conhecimento 20% 10% comdireta relao rea 5% de direta 5% 15%

conhecimento 10% 5% 10% com 15% relao rea 8%de direta 20% 20% conhecimento 15% 8% com10% relao 5% direta 8% 10% rea de conhecimento com relao indireta 20% 10% 15% 10% 15% 15% 15% 20% 20% 20% 8% 20% 15% 5% 10% 5% 10% 10% 10% 15% 15% 15% 15% Curso de graduao completo

10% 5% Especializao, superior ou igual a 360h 15% 10% Mestrado ou ttulo de educao formal de maior grau 20% 15% Especializao, superior ou igual a 360h 10% 5% Mestrado 15% 10% Doutorado 20% 15% Nvel de escolaridade formal superior ao previsto para o exerccio do cargo (curso reconhecido pelo MEC) Nvel de Nvel de escolaridade formal superior Ensino fundamental completo Nvel de escolaridade formaldo superior Classificao ao previsto para o

exerccio cargo Nvel de Ensino mdio completo ao previsto para o exerccio do cargo A Nvel de escolaridade formal superior Classificao (curso reconhecido pelo MEC) profissionalizante ou ensino mdio com curso tcnico Nvel de Ensino mdio (curso reconhecido pelo MEC) ao previsto para o completo exerccio do cargo completo ou ttulo de educao de maior grau. Classificao Ensino fundamentalformal (curso reconhecido pelo MEC) Ensino fundamental completo Ensino fundamental completo mdio

completo Nvel de escolaridade formal superior Nvel de Ensino mdio completo ao previsto para o completo exerccio dooucargo Ensino fundamental completo Ensino mdio profissionalizante Classificao B A Ensino mdio profissionalizante ou ensino mdio com curso tcnico (curso reconhecido pelo MEC) ensino mdio com curso tcnico completo Ensino mdio completo profissionalizante ou Nvel de escolaridade formal superior completo ou ttulo de educao formal B Curso de graduao completo Nvel de ensino mdiopara

com o curso tcnico aomaior previsto exerccio do cargo Ensino mdio com curso tcnico de grau. mdio completo ClassificaoEnsinoEnsino fundamental completo completo completo (curso reconhecido pelo MEC) C EnsinoCurso mdio completo de graduao completo Curso de graduao completo graduao EnsinoCurso mdio comde curso tcnico completocompleto C D Especializao, superior ou igual a 360h Curso de graduao completo E D E Especializao, superior ou igual a 360h Mestrado de maior grau EnsinoDoutorado mdio completo Especializao, superior ou ttulo

igual a 360h Mestrado ou formal rea de conhecimento rea- de com relao conhecimento - de rea indireta com relao conhecimento 10% indireta com relao rea indireta -- de conhecimento com 10% relao rea - de indireta 10% 15% conhecimento 10% -com 5% relao indireta 5% 48 Programa de Capacitao e Aperfeioamento Objetivos do Programa: -identificar necessidades de capacitao; -contribuir para o desenvolvimento integral do servidor, propiciando o pensamento crtico acerca do papel da Instituio e do seu papel enquanto profissional e cidado; -capacitar para o desenvolvimento de aes de gesto pblica voltada para a qualidade

socialmente referenciada; -capacitar para o exerccio de atividades de forma articulada com a funo social da Instituio; - proporcionar ao servidor meios para a superao do processo de alienao no trabalho. 49 Programa de Capacitao e Aperfeioamento Levantamento de Necessidades de Treinamento Formulao do Programa de Capacitao Avaliao dos resultados da capacitao Execuo do Programa de Capacitao 50 Obrigado Equipe PGP Universidade Federal de Viosa www.ufv.br 51

Recently Viewed Presentations

  • Presentation Title - safety.networkrail.co.uk

    Presentation Title - safety.networkrail.co.uk

    Fatigue Improvement Programme - World Sleep Day. At Network Rail, we recognise the importance of sleep. Sleep is also very closely linked with Fatigue. Network Rail has a national Fatigue Improvement Programme, looking at managing fatigue risk of our entire...
  • An Inspector Calls J.B. Priestley

    An Inspector Calls J.B. Priestley

    An Inspector CallsCharacterisation. Friday, 23 June 2017 " This girl. Eva Smith, was one of them, she'd had a lot to say - far too much - so she had to go." " It's the only time I've ever done...
  • How businesses and individuals will be affected So

    How businesses and individuals will be affected So

    They already have access to a digital account which will present them with an increasingly personalised picture of their tax affairs, along with prompts, advice and support through webchat and secure messaging.
  • Investor Presentation Contents Well positioned across Indias GDP

    Investor Presentation Contents Well positioned across Indias GDP

    Welldiversifiedproductmix. Leadingplayer-balancing volumes/marketsharewith marginsandrisk. HomeLoans*-FY2015 origination`132Bnand buyback`82Bn. Loanlossesformostproducts stableandwithinproductpricing parameters
  • Intro to Databases - hush18-19.weebly.com

    Intro to Databases - hush18-19.weebly.com

    Username is your CPS email address. Password is lincoln. Chicago Public Schools Databases. Virtual Library. Databases. Both are available to you while on the CPS WiFi with no passwords. If not on CPS WiFi, all passwords are cps and cps...
  • Semantic Memory - Algoma University

    Semantic Memory - Algoma University

    So the 'semantic distance effect' does not show up here More buts Does not deal with the typicality effect at all Does not explain why 'a robin is a shark' is more quickly rejected than 'a robin is a salmon'...
  • Mechanical Engineering - FAMU-FSU Eng College

    Mechanical Engineering - FAMU-FSU Eng College

    Ryan Gory Alexandra Mendoza Carlos Parra Spencer Porter Corey Souders Interest Meeting September 21st at 6:30 B210/B211 Juan Amorosi Natalia Ariza Carlos Gasteazoro Martin John German Nelson Fitz German Industrial Engineering Tau Beta Pi The Engineering Honor Society Recognizes these...
  • The Promotion of Maths and English Core Maths

    The Promotion of Maths and English Core Maths

    Maths Fest. Maths & English weeks. Online lesson. GCSE Enhancement. Bowland. Lesson Study. GCSE Master Classes. Revision days. Research. Core Maths. The Apprentice. Maths & English CPD. Time to take action! ... PowerPoint Presentation Last modified by: Chamberlain, Julie